domingo, 20 de setembro de 2009

VAMPIROS

Quero começar por uma espécie de Declaração de Voto:

Não fui, grande admiradora de Michael Jackson.Lembro-me dos seus começos de menino, nos Jackson's Five e do impulso que os cantores dessa época deram à Tamla Motown, para a transformar numa grande editora de discos e tornar conhecidas e respeitadas muitas vozes de cantores negros. E isso não é pouco .
Com o tempo Michael Jackson, e os meus gostos pessoais, seguiram caminhos diferentes. Nada de grave.
Cada um escolhe os caminhos que pensa serem os seus .

O que me traz aqui hoje é a repugnância por tudo o gira à volta da sua morte, com todos , família incluída, a quererem ganhar mais algum dinheiro à sua custa.
Acabo de ler um artigo acerca de um livro recentemente publicado (cujo autor me recuso a escrever o nome) e onde, alegadamente, se aborda a «face negra» de Michael Jackson. Os seus casamentos, o seus filhos, a sua dependência de drogas várias , uma eventual doença terminal , a sua homossexualidade, de tudo se serve o autor do livro para encher páginas e páginas , descendo ao ponto de descrever as vezes em que ... "
Michael saía de casa , muitas vezes vestido de mulher, e ia ter com o namorado a um dos mais decadentes hotéis de Las Vegas " (sic) E daí ? É crime ?
Que é que alguém tem a ver, com o que foi a vida privada do cantor ? Digam , se quiserem , que foi mau cantor, mau bailarino , mas tivessem tido coragem para lho dizer enquanto estava entre nós, para ele se defender e os entendidos do género se pronunciarem
Querem mostrar, como dizem, a face negra de Michael Jackson ?
Eu diria face negra destes "investigadores", que quais vampiros, querem continuar a sugar e ganhar dinheiro à custa de um morto .
Face negra que, essa sim ,é crime e devia ser severamente punida.
A ânsia de ganhar dinheiro não pode desculpar tudo

8 comentários:

Do You Believe in Angels ? disse...

Amiga,

É realmente incrivel o que alguens são capazes de fazer só para encher os bolsos.

Bjinho*

pinguim disse...

Concordo inteiramente contigo.
Embora reconheça em MJ um valor enorme como artista, principalmente nos seus tempos de glória - os anos noventa, e cheguei a ir vê-lo ao estádio de Alvalade, nunca fui um fã incondicional.
Posso ser critico pessoal de certos comportamentos estranhos dele nos últimos anos, mas baseado em factos reais da sua vida; não posso aceitar todavia toda a enorme criação de "histórias" acerca da sua vida privada, para dela tirar benefícios, principalmente todo este "circo mediático" criado após a sua morte.

Venho pedir-te que passes pelo meu blog, pois tens lá um desafio...

Beijinho.

Tongzhi disse...

Money makes the world go around!!!
É uma vergonha, mas é a realidade. Sempre gostei muito da música dele e dos "telediscos" em que ele dançava admiravelmente bem. Claro que não há fumo sem fogo e a vida dele não terá sido um modelo... mas isso não são "contas do meu rosário"
Beijos

Mar Arável disse...

Os abutres do mercado

Maria disse...

Como tantos outros... servem-se enquanto podem, depois cospem no prato que lhes deu, quantas vezes, de comer...

elvira carvalho disse...

Quando alguém tem dinheiro, aparecem sempre estes abutres... Não é a primeira vez nem será a última por muito que nos repugne.
Um abraço

amigona avó e a neta princesa disse...

Deixo-te um abraço...bom domingo...

Do You Believe in Angels ? disse...

Passo aqui para te desejar um FELIZ NATAL

beijinho*